19 setembro 2014

Resenha: Paixão sem limites


Paixão Sem Limites - Abbi Glines

Editora: Arqueiro
Páginas: 192
Ano: 2013

Comprei esse livro tem meses com pontos do QualiBest, que troquei por cartão saraiva e comprei. Pra quem quer saber mais mostrei (AQUI) como troco e ganho pontos no site. Li o livro em um dia e meio mais ou menos. E esse é o primeiro livro "New Adult" que eu leio.

Sinopse: 

Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.


OPINIÃO:

Sempre fui louca pra ler esse livro desde várias resenhas super apaixonantes, mas demorei para lê-lo por medo de me decepcionar, sorte que isso não aconteceu. Confesso que no início já gostei de cara da Blaire e fiquei com muito ódio do Rush, mas aos poucos ele foi ficando mais suave com a personagem e digamos amoleceu o coração de vez e ai eu pude enxergar alguém dentro daquela casca. Por falar nisso o livro não é espetacular porque traz o bom e velho clichê, a típica menina trabalhadora e inocente se apaixona pelo badboy com piercing e tatuagens, maaas .. PODEM ME JULGAR, EU ADORO ALGO CLICHÊ! 

A autora te traga de uma forma para o livro que não dá para parar de ler, eu tentei, mas não consegui. O livro tem alguns palavrões, algumas cenas de sexo explícito (bem provocantes, mas muitas vezes com muito amor "no caso de Blaire e Rush"). Neste livro não há muito drama, só nos capítulos finais onde Blaire descobre o segredo e que eu jurava que era outra coisa muito pior (eu esperava um segredo cabeludo e não achei tão forte assim :/)

Confesso que o que mais me atraiu foi o amor, ou melhor a paixão que o Rush sente pela Blaire e isso é desejável, acho que todo mundo quer um amor na vida e nossa esse me deixou com uma cara de UAU! Tô sem fôlego! Tipo isso! E o que mais me deixou feliz é que o casal não sofre muitooooooooooooooooooo pra chegar no final desejado, se bem que nesse livro eles não são felizes para sempre porque é uma trilogia e eu estou louca para comprar o próximo livro, que se chama "Tentação sem Limites" SE ALGUÉM QUISER ME DAR ÓTIMO! Como pude ler um pedaço já adianto que no próximo livro Blaire fará um exame de gravidez e como eu penso provavelmente está grávida e terá que voltar para a cidade para falar com Rush.



Com narração em primeira pessoa, o livro gira em torno de Blaire, no qual tenta se adaptar a atual vida, arrumar um emprego e lutar contra a crescente atração que sente por Rush. Ela o deseja desde o primeiro momento em que o viu. No livro há outros personagens que a Abbi podia ter explorado mais como o Grat, meio irmão do Rush (ele é super bacana e ajudou a Blaire no início, mas nos outros capítulos é como se não existisse), Woods, o gerente do clube Country onde Blaire irá trabalhar e que tem uma super queda por ela (se eu fosse a Blaire teria ficado com ele de cara, pensei até que fosse rolar um triângulo amoroso, mas não! --') e Nanette a irmã metida e patricinha do Rush (tá acho que essa não precisava explorar porque é muitooo chataaa!)


"Ficar longe de Rush não era exatamente fácil, já que estávamos morando sob o mesmo teto. Ainda que ele tentasse manter distância, continuávamos a nos esbarrar. Ele também evitava cruzar olhares comigo, mas isso só fazia aumentar o meu fascínio." Pág.: 37

"Sabia que ele estava confuso e até com um pouco de medo, mas havia também amor: pude ver esse amor, essa intensidade no seu olhar, e acreditei." Pág.: 182

"– (...) Não posso tocar em você. Quero tanto fazer isso que está doendo, mas não posso. Não vou magoar você. Você é... perfeita, intocada. E no final nunca me perdoaria."

18 setembro 2014

Sombra em barra para os olhos da Avon



Pra quem não sabe eu ganhei essas duas sombras em um sorteio e resolvi testar para contar pra vocês. Quando era mais nova testei uma sombra em barra da Avon, era enorme, mas era bem colorida, minha avó tinha me dado de presente e eu tinha me apaixonado pela cor. Como nem tudo é mar de flores a sombra era horrível, grossa e pegajosa, nunca mais quis comprar sombras nesse tipo da Avon, mas como dessa vez eu ganhei e o formato e embalagem mudaram resolvi dar uma chance. 

São duas sombras em barra, uma branca e a outra verde.

Confesso que me surpreendi com essa branca, logo quando passei vieram vários glitters e eu fiquei encantada! Sim o efeito foi dirente do esperado como podem ver na foto e fiz apenas um traço como delineado já que ouvi dizer que virou febre delineado branco nas passarelas. Como nem tudo é só amor, vem a relação ponto negativo que foi para remover, foi brilho pra todo lado e quando vi meu rosto estava brilhando, usei os lenços queridinhos que tem resenha (AQUI) e finalmente consegui remover.

Ponto Positivo: Brilhos
Ponto Negativo: Difícil remoção



Essa sombra eu já não fui tão feliz porque a cor é indefinível, fica um tom meio amarelado e sai super rápido, mas eu não podia esperar muito dela. A cor verde em sombras nesse estilo da Avon nem sempre aparecem. 



Se fosse para comprar com certeza não investiria nessas sombras porque são pequenas, acabam rápido e os efeitos não são como eu esperava. Espero que gostem de mais uma resenha fiel e com opinião verdadeira.

17 setembro 2014

DIY: Memory Bottle / Pote das Memórias


Sempre pensei em fazer um pote de memórias para guardar tudo o que aconteceu de bom durante o ano, mas ainda não tinha pensado em como colocar, por isso durante esses meses anotei algumas coisas em post-it e fui guardando. Na semana passada minha mãe falou para eu pegar um pote de vidro dela e me deu alguns recortes de tecido e confesso que o meu tico e teco do artesanato deu um clique e eu decidi fazer minhas artes e vir mostrar pra vocês.

Pra começar...



Após separar o vidro e escolher qual recorte de tecido você quer usar na tampa..


1. Separe o tecido, coloque na tampa
2. Tire a medida com a mão do que vai precisar e cole com cola de silicone
3. Eu optei por usar esse detalhe nas bordas para acabamento, (são rendinhas ou bordinhas)
4. Olha como ficou

1. Para escrever o que se realizou utilize post-its de cores variadas (Aqui em casa só tem amarelo e rosa)
2. Enrole-os em canudinhos
3. Pegue algo para amarrá-los (como aqui já tinha elástico colorido usei eles mesmo)
4. Depois que amarrar, corte as pontas que sobraram


Bom minha mãe falou que estava muito simples, SIM A MINHA MAMIS QUERIDA! rs E então eu pensei em usar minha tinta 3D da Acrilex e escrever Memory Bottle na frente, mas como não sei escrever bem com isso ficou mais ou menos, rsrs. Espero que gostem!



A intenção do pote de mémorias é guardar tudo de bom que te ocorreu neste ano, para que no final do ano ou talvez no início do próximo você abra o pote, veja o quanto de coisas boas aconteceu, quanta coisa te fez feliz e fazer você pensar que o próximo vai ser melhor ainda!

16 setembro 2014

Look do dia: Philadelphia


Na terça-feira fui assistir o filme Se eu ficar e me apaixonei pelo filme, prefiro não comentar muito sobre isso, qualquer coisa tem resenha do livro (AQUI) e detalhes do filme (AQUI). Eu optei por um look bem confortável como sempre, vocês só vão me ver super chique quando acontecer uma super festa ok?! rs Estava super calor aqui no RJ e eu coloquei o meu cropped da Romwe que chegou esse mês, com o meu short-saia (sim é um short!!) e uma sapatilha. Espero que gostem! Beijos! 








Blusa: Romwe
Short-saia: Acervo
Sapatilha: Moleca
Bolsa: RoseWholeSale
Brincos: Parreira Folheados
Cordão Love: Parreira Folheados

15 setembro 2014

Tendência: Meia 5/8 ou Over the knee

Pra quem não sabe a meia 5/8 é uma meia calça que vai um pouquinho acima do joelho, por isso coloquei no título da postagem ou "Over the knee" (ACIMA DO JOELHO). A meia foi a queridinha do momento no inverno apesar de não termos visto muito por aqui no Brasil, segundo o site Capricho as celebridades usam e abusam (fotos no post). 
Vocês devem estar me perguntando porque esse post nesse momento, então eu decidi escrever esse post porque foi um dos recebidos do mês passado enviados pela Sammydress (AQUI). Eu escolhi na loja deles porque estava vendo muito por ai e ainda estávamos no inverno, pena que acabou rápido e não deu tempo de usar. Agora tive que vir mostrar pra vocês assim mesmo, espero que gostem! 

Fonte: Just Lia

A meia não se ajusta com qualquer modelo, mas quando o tempo indeciso alguns famosos a utilizam bastante com saias. Eu decidi montar um look com saia também no final do post, mas achei lindas as opções com belos vestidos e shorts. Se você ficou interessado nessa meia não deixe de comprar, vai que o tempo muda e você quer compor um look nesse estilo? 

Fonte: Capricho 


Fonte: Capricho

Há também quem goste das cores e estampas, mas eu confesso que prefiro a boa e velha cor preta. Espero que tenham gostado do post!

Edição: Blog Pam Lepletier

E a minha versão 5/8, decidi montar um look só para vocês verem como fica, a minha meia é da Sammydress, eles enviaram pra mim no mês passado e eu estou in love por ela!! Super linda, deixa a gente sexy. A meia veio bem apertado, foi um tiquinho difícil para colocá-la, mas depois que entra não aperta nada, fica super ideal. 

Ela é super baratinha custou $ 3.61 (AQUI)


Caso queiram encontrar aqui no Brasil é só procurar nas lojas: Maria, Americanas, Leader e/ou Renner. 
© Pam Lepletier - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Alice Grunewald | Web Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo
imagem-logo